quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

A vida na Espanha

Para saber de fato como vive um espanhol, muitas vezes temos de conhecer mais sobre a polìtica, cultura e culinària deste paìs. Creio que estou muito ´americanizado`: estou comendo muitos hamburguers suculentos com ovos, bacon, batata frita e coca-cola. E se levarmos em conta o termo 'americanizado' nao como 'estado unidense' e sim como o continente que nasci, eu bebo tequila e como taco, que sao do Mexico, convivo com brasileiros todos os dias e procuramos o Brasil num lugar tao distante, e além de tudo, me sinto latino, me sinto um pouco argentino, chileno, boliviano, mexicano, enfim, nao é só o Brasil que eu represento nas conversas com pessoas de outros continentes: eu faço questao de afirmar o quao maravilhoso é a América, o quao organizado é o Chile e como é bonita a cultura argentina.
Bom, agora de fato estou entrando na vida do paìs, estou lendo mais sobre a Espanha (e menos sobre o Brasil, coisa que costumava fazer, entrando no site da Uol para verificar como estava o andamento das coisas em minah terra) e ainda tomei uma atitude 'um pouco radical': resolvi ficar uma semana sem entrar na internet, sem abrir e-mail, blog ou orkut, tudo isso para tentar rvitar o sentimento de saudade e tentar viver o que està ao meu lado (se è um mètodo inapropriado ou nao, eu sou ser humano para ir testando o que é melhor para mim, e sei que quando voltar vou curtir o que quero tanto ver, mas enquanto estou aqui, quero entrar na vida daqui).
Ja joguei 2 vezes futebol: uma no sàbado passado e outra ontem. Na primeira pelada, tinham pessoas do Brasil, Holanda e Alemanha, foi numa quadra perto do hospital universitàrio de Salamanca. Ontem eu tinha marcado com meu amigo Pedro na Plaza Mayor para juntarmos uma galera de brasileiros e jogarmos, mas ninguem viu e eu fiquei tomando frio sozinho, e quando ja estava indo para casa, vi um grupo de orientais com uma bola na mao e nao tive dúvida: vou pedir para jogar. Fiz amizade com a galera, que gostou do fato de eu conhecer muito de futebol japones, e fomos a uma quadra perto da ponte que è uma das saìdas da cidade. A maioria eram japoneses, e tinham tambem espanhois, um suiço, um canadense, um colombiano, dois argentinos e eu era o ùnico brasileiro. No meu time tinham 3 continentes: eu, os dois argentinos, um japones e um suiço, e vi que o Brasil pode atè ser o paìs com mais tìtulos mundiais, mas a paixao pelo esporte è algo mais abrangente do que eu imaginava: nós somos diferentes, temos costumes diferentes, mas entrando em quadra as diferenças acabam, e todos falam em espanhol e tentam fazer o gol, cada um com seu estilo, no espirito de se divertir, mesmo com tanto frio. Na primeira vez que joguei, no sabado, fui todo agasalhado, e desta vez eu estava de calça e cirola )uma calça abaixo da calça principal, mas apertada e que ajuda a proteger do frio), uma camisa (desprezei a la e o casaco), desprezeiu o gorro e usei as luvas e o caxicò. Mesmo com menos de zero graus, quando se està jogando nao se sente frio, o corpo està aquecido e se colocar muito casaco è ruim, porque se sua e fica abafado. Cada vez que se respira saì fumaça, e perto do campo tinha uma bebedouro.
Estou fazendo novos amigos, mas a maioria estrangeiros, e nao espanhois, embora hà espanhois que si sintam estrangeiros, como os bascos, catalaes e galegos. Estes 3 povos sao ricos e querem se tornar independentes, e hà partidos polìticos de cada uma dessas regioes autonomas que lutam pela independencia no campo da polìtica, embora tambèm hà um grupoi terrorista chamado ETA, dos paìses bascos, que querem concretizar seu ideal atravès da violencia.
Hà 4 grandes jornais, todos eles com ideologias diversas: o El País é de centro-esquerda (apoiam o governo do atual presidente, Zapatero, que è de partido socialista), o El Mundo é de centro-direita, o La Razón é de direita e o ABC é monárquico aristocrático, mas esses 4 perdem em venda para os jornais esportivos, tamanha paixao dos espanhois pelo futebol: O Marca e AS apóiam mais o Real Madrid e o Mundo Deportivo e o El Sport apóiam mais o Barcelona. Por sinal, acho que é a maior rivalidade do mundo! Nunca vi nada igual, o futebol è parte intrísceca da cultura, assim como a paella, as touradas e a dança flamenca: nao hà quem nao tenha time (pelo menos as pessoas que perguntei), e a grande maioria torcem para um desses dois times, embora minha professora Maria José torça para o Osasuna.
Hà muitos partidos polìticos, mas só 2 ganharam eleiçoes, o PSOE (Partido socialista obrero español, que è social democrata e do atual presidente Zapatero) e o PP (Partido popular, que è reformista, com uma postura conservadora equivalente ao PSDB no Brasil). Hà também um partido Verde (aqui é chamado de Los Verdes, no Brasil é PV) e IU (Izquierda Unida, que une partidos de esquerda, o mais forte deles é o PCE- Partido comunista de España).
Hà partidos nacionalistas, que no ambito regional sao importantes para defender os interesses de sua regiao, por isso, Paises Bascos, Catalunha, Galicia, Aragon e Ilhas Canàrias procuram colocar politicos nas suas camaras para defender no legislativo seus territòrios.
Tambem tenho visto mais televisao, e a cobertura da Rede Globo é muito melhor, alias, pelo menso se adequa mais ao meu gosto, mas enfim, nao gostei muito das progamacoes, com muita futilidade, entrevistas com astros pops, programas de auditorio para falar da vida pessoal das pessoas, matèrias sobre catàstrofes, coisas muito vistas na Bandeirantes, mas que dominam todos os canais daqui.
Hoje de noite estou indo para Barcelona e ja comprei meu ingresso no estàdio Camp Nou, onde verei no sàbado a noite Barcelona e Deportivo Lacoruña (um clàssico de um catalao contra um galego, e eu ja vi um grande jogo no Sqantiago Bernabeu entre Real Madrid e Valencia, ou seja, eu estou bem na fita, hehe, estou vendo os gigantes da Europa jogar em estàdios maravilhosos, e creio que se nao fossem os jogadores de fora, a festa espanhola nao seria tao bonita).
Bom, saudades do Brasil, espero que tudo esteja bem por aí, e desejo a todos um ótimo fim de semana, lembrando que como torcedor fiel do Bahia, desejo boa sorte ao meu tricolor no Domingo contra o Itabuna!

4 comentários:

José disse...

Sociologia PURA!!!!!
É isso ai...

Theo disse...

post bem "Xavier" de "Albergue Espanhol"


"Quando vc chega a uma cidade, vê ruas, construções estranhas. tudo eh desconhecido, virgem. um dia, vc terá morado aqui. vai conhecer essas ruas de cor. terá morado nesses edificios... e vivido historias com o povo. uma vez que tiver morado nesta cidade... cruzado essa rua 10, 20, 1000 vezes... fará parte de vc depois de ter vivido lá. Depois, bem depois... todas as complicações se tornam aventuras. Todos os incidentes, as piores experiências da viagem.. é o q mais se comenta com os outros."
(parte da narrativa do filme)

Mitchell Almeida disse...

O senhor é maravilhoso!
Após acompanhar o glamour de um derby espanhol, ainda encontra tempo para lembrar do tricolor de aço.

Saravá!

Rabiscando Linhas disse...

HAHA a ultima parte foi a melhor, depois de ter percorrido o mundo com você e suas palavras, retornei ao meu posto inicial, a minha Terra.
beijos, querido!